Engenheira formada pela Central College encontra seu lar na Vermeer

Engenheira formada pela Central College encontra seu lar na Vermeer
Jovens engenheiros têm uma lista de itens que procuram quando buscam seu primeiro emprego ao saírem da faculdade. Descubra por que Abigail Lowry, formada pela Central College, escolheu a Vermeer para iniciar sua carreira de engenharia.

Jovens engenheiros têm uma lista de itens que procuram quando buscam seu primeiro emprego ao saírem da faculdade. Há coisas óbvias como remuneração competitiva e férias, mas eles também procuram gestão de apoio e oportunidades de desenvolvimento.

A maioria dos alunos formados pela Central College encontra tudo o que procura do outro lado da cidade, na Vermeer Corporation. Orgulhosa de ser uma empresa pertencente e operada por uma família sediada em Pella, Iowa, EUA, a Vermeer é um exemplo importante de uma empresa familiar de sucesso. Mesmo para aqueles que vêm de outras partes do país, Pella é um local próspero para chamar de lar, com charme de cidade pequena e seu centro movimentado.

E Abigail Lowry é uma dessas importantes adições à comunidade de Pella. Enquanto crescia, a engenheira elétrica Lowry estava convencida de que seria cirurgiã. À medida que foi ficando mais velha, passou a se interessar mais em descobrir como as coisas são feitas. “Meu pai me deu um kit de circuitos que eu adorei”, disse Lowry.

Ela frequentou uma grande escola de ensino médio na Filadélfia e pôde fazer parte de um programa escolar que lhe permitiu projetar e conceituar um produto e apresentá-lo a engenheiros da Boeing. Essa experiência consolidou sua meta de se tornar uma engenheira.

Por que a Central College?

Lowry sabia que queria fazer faculdade fora de seu estado. “Gosto das comodidades de uma cidade, mas acho difícil ter uma identidade própria em uma grande cidade como a Filadélfia. Meu irmão fez faculdade em Iowa, portanto, fazia sentido visitar a Central College”, afirmou Lowry. “A Central era linda. Pequena o suficiente para chegar aonde você quisesse rapidamente. Mas o que mais se destacou foram os alunos assistentes. Eles eram diferentes dos de outras faculdades que eu tinha visitado. Não estavam tentando me convencer, mas apenas animados por estarem lá. Estavam contentes por eu estar lá.”

Engenharia elétrica na Vermeer

“Trabalho com serviço de aprimoramento e realmente gosto de resolver esses problemas. Também gosto de ver um resultado mais imediato do trabalho que estou fazendo”, explicou Lowry. “Sou muito objetiva. Há um problema. Precisamos de uma solução. E isso ajudará os nossos clientes.”

Recém-formados em engenharia participam de um EDP (Programa de desenvolvimento de engenharia) para que tenham uma visão geral dos processos de engenharia e fabricação na Vermeer. Durante o programa de oito semanas, eles se expõem à exclusiva cultura da empresa enquanto desenvolvem habilidades permitem o sucesso nos primeiros anos na Vermeer.

“Gostei do EDP não só pelas coisas legais que aprendemos, mas também porque conhecemos pessoas de toda a empresa.”

Consulte vagas abertas de engenharia

Artigos de notícias recentes

Vermeer expandirá fabricação para Des Moines

dez 13, 2022

As operações terão início em fevereiro no novo local com foco na produção de peças críticas.

Leia mais

Rostos por trás de um trabalho importante: conheça Bryan Bietz

mai 10, 2022

Conheça Bryan Bietz. Bryan é um engenheiro de projetos que lidera uma equipe na unidade norte-americana de Freeman, Dakota do Sul.

Leia mais

Rostos por trás de um trabalho importante: conheça Alex Lopez

mai 6, 2022

Conheça Alex Lopez. Alex é um engenheiro de sistemas da Vermeer MV Solutions, em Greenville, na Carolina do Sul, EUA.

Leia mais